2014

2014
BLOG 8 ANOS - FIM DE ANO ESPECIAL - A PARTIR DE OUTUBRO

Total de visualizações de página

terça-feira, 23 de abril de 2013

CENTRAL BLOG - ESPECIAL - " A EDUCACÃO VAI ÀS RUAS E PEDE PRIORIDADE" - BLOG2013 - ANO 4.0 - 1722


A partir de hoje, a Educação Pública Brasileira vai parar e se mobilizar em todos os estados brasileiros. Serão três dias de paralização, onde serão discutidos os principais problemas de uma educação caótica e sem investimentos.  É bom que se diga que enquanto a educação não for tratada como prioridade por partes dos nossos governantes, nada vai mudar. Não adianta fazer caminhadas, greves, paradas e passeatas. O que a classe governante tem que colocar definitivamente nas suas cabeças egoístas, é que a educação tem que ser prioridade, não apenas como promessa de campanha, pois em palanques, nossos governantes prometem uma verdadeira revolução para a educação. Passada a eleição, o que vemos é o mesmo caos. Lógicio que o povo analfabeto é mais fácil de ser manipulado, mas um dia isso vai deixar de ser uma premissa a ser considerada. Às vezes me pergunto que raciocínio é esse da classe politica brasileira que entra ano e sai ano, entra politico e sai politico e a ideia de manter o povo analfabeto continua ao longo dos anos. Por que não se espelhar nos países que cresceram e se transformaram em grandes potências a partir da valorização da educação e de seus profissionais? Acredito que essa sim seria a nossa luta, fazer com que politicos e gestores deixassem de lado discursos vagos e soltos e passassem a enxergar a educação como uma prioridade nacional, investindo de forma contundente na parte física das escolas, na remuneração dos professores, livros, bibliotecas, formação, na qualidade de vida dos professores, num percentual de carga horária menos massacrante, que o professor não tivesse que trabalhar três expedientes, que as licenças-prêmio fossem concedidas de fato. Isso tudo contribuiria de uma forma satisfatória, para que todos nós juntos, construissemos uma educação de vergonha para este país de pessoas semi-alfabetizadas. Assim criaríamos leitores, amantes da boa música e apreciadores da arte de um modo geral. Sei que isso possa parecer utópico, mas não é. Bastava apenas que a classe política deixasse de olhar para os próprios interesses e pudesse enxergar uma coletividade. Afinal, um dia descobrirão que tiveram toda a oportunidade de fazer o diferente, de  contribuirem com a sua existência para algo maior e que infelizmente, morrerão celebrando apenas as suas próprias mediocridades.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Arquivo do blog

Marcadores